sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Viva vida!



Pensamentos positivos, alegria e bom humor são indispensáveis e precisam ser cultivados! Obstáculos, são uma oportunidade de ser forte, de desenvolver a coragem!

Seja humilde. A vida muda e pode nos surpreender A arrogância só atrapalha a convivência e a evolução! Seja simples e autêntico! Escute os outros!

Tenha compaixão. Sentir, compreender e compartilhar, nos fortalece. Pensar menos em "eu, mim" e mais em "nós, nossos".

Servir uns aos outros. Ser solidário. Participar. Como fazer isso? Perguntando-se qual é o melhor que podemos fazer? Observar como agem os outros...

Libertar-se. Viver o presente. Tirar o peso do passado e das preocupações.

Aceitar que somos um, e que o nosso estilo de vida afeta a dos outros. Se vivo esperançosa e segura de que posso fazer melhor, espalho essa atitude para os demais.

Uma questão fundamental: saber o PORQUE das coisas. Nós nos fechamos à verdade se não questionamos. Simplesmente, não ir acreditando em tudo...

Mude sua mente, suas crenças. Questione seus pontos-de-vista Isso é necessário. Precisamos revolucionar, continuamente, nosso pensamento. A vida é dinâmica, não para!

Valorize seus princípios, mesmo que sejam impopulares. Entretanto, não seja arrogante, como se fosse o dono da verdade. Escute as opiniões dos outros. Respeite!

Celebre a diversidade. Isso significa o que é a diferença para você, e o que ela tem a nos ensinar. Aceitar as diferenças é enriquecer nosso universo!

Descubra quem você é realmente! Comprar, trabalhar, sair com os amigos, fazem parte, mas SER é muito mais do que isso! A vida é uma dádiva, precisamos corresponder.

Descubra, também, sua verdadeira vocação, o seu propósito de vida. Você não precisa ser um Gandhi ou o Luther King.  Brincar com o filho, ouvir um amigo, são maneiras de servir a humanidade  e mostrar o seu melhor.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Mãos limpas


Estudos mostram a importância da higiene diante da quantidade de germes em objetos do dia a dia. A advertência é feita por especialistas que ressaltam a importância da higiene pessoal.

Uma grande quantidade de doenças infecciosas podem ser transmitidas em casa, sobretudo em determinados pontos que se tornaram verdadeiros focos. Objetos como controles remotos, torneiras de banheiro e cozinha, telefones, brinquedos e lixeiras são importantes transmissores de bactérias.

Estima-se que as doenças alimentares tenham origem em casa.

Isso porque pontos como a pia da cozinha, por exemplo, costumam conter 100 mil vezes mais germes do que um banheiro, por estar contaminada por restos de comida e sujeira. Tábuas de cortar alimentos têm mais coliformes fecais do que assentos de privada. Objetos frequentemente tocados com as mãos são grandes pontos transmissores. É o caso das torneiras de banheiro, que também costumam ter mais germes nocivos do que a tampa da privada, e das bolsas de mão, que têm milhares de bactérias por centímetro quadrado.

Daí a preocupação com a lavagem frequente das mãos, para evitar a transmissão dessas bactérias.

O nível surpreendente de contaminação, em objetos do dia a dia, é um sinal de que as pessoas estão esquecendo de lavar suas mãos após o uso do banheiro. As pessoas dizem que lavam, mas as pesquisas mostram que não, e apontam o quão facilmente esses agentes são transmitidos, sobrevivendo em dinheiro e cartões de crédito. Estudo aponta que, em cada dez britânicos pesquisados, um carrega em suas mãos a mesma quantidade de germes de uma tampa de privada.

Em média, as mãos carregam cerca de 3 mil tipos diferentes de bactérias de mais de cem espécies. Muitos desses tipos não são nocivos, mas a higiene das mãos é essencial para evitar que os germes que causam doenças não sejam transmitidos.

O hábito de lavar as mãos é considerado pela ONU uma das medidas de melhor custo benefício para controlar doenças mundo afora. Pode, ainda, salvar mais de um milhão de vidas, perdidas anualmente, por exemplo, com diarreias e infecções respiratórias.
Recomenda-se, nas residências: o uso de lixeiras que se abrem com pedal, para evitar contato manual, a limpeza minuciosa de superfícies tocadas com frequência e dos brinquedos, principalmente de crianças doentes.

Equilíbrio
Ao mesmo tempo, pesquisadores citam que o excesso de prevenção de infecções desde a primeira infância pode resultar, mais tarde, na incidência de alergias. A explicação: necessitamos da interação com micróbios, particularmente nos primeiros anos de vida, para manter nosso sistema imunológico em equilíbrio.

Há indícios de que necessitamos ser expostos a determinados tipos de micróbios, mas não há consenso sobre quais deles, ou em que quantidade. Como, então, encontrar o equilíbrio entre a exposição e a necessidade de manter distância de doenças infecciosas perigosas?

Podemos sim estimular as crianças a brincar livremente umas com as outras e sair fora do seu ambiente, o que as deixará expostas a uma variedade de micróbios, mas ao mesmo tempo devemos ser rigorosos com a importância de lavar as mãos antes de comer e após ir ao banheiro. Quando fizer passeios, visitar amigos e fazendas, sempre que voltar para casa, higiene redobrada!

O mesmo vale para animais de estimação: a exposição a eles traz contato com diferentes tipos de micro-organismos, mas o risco de contaminações é reduzido com a boa higiene nossa e de nossos animais.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

VERDES E VERMELHAS



A nossa Flora possui uma extensa e variada vegetação, inclusive quanto aos produtos nutricionais, do dia a dia: frutas, folhas e legumes! Uma profusão maravilhosa de cores, em todas as estações do ano! Essa diversidade nos permite um cardápio nutritivo e saboroso, capaz de satisfazer a todos os paladares e às múltiplas necessidades do nosso corpo!

As últimas recomendações, consideram indispensável um consumo maior de vegetais da cor VERDE para uma alimentação verdadeiramente saudável! Nosso prato ideal continua a ser o colorido, entretanto, a presença do verde vem sendo destacada!

O mesmo não acontece em todos os países! Alguns, em relação às frutas, tradicionalmente, dão preferência às de cor VERMELHA!

Entre nós, verdes, vermelhas e demais cores são indistintamente consumidas e apreciadas! Nota-se um ligeiro aumento no consumo do verde, principalmente, com relação às saladas que estão se tornando obrigatórias!

Alguns exemplos de produtos mais usados e mais recomendados:

VERDES
ALFACES , ACELGA, AGRIÃO, BRÓCOLI, ESPINAFRE, RÚCULA, ABOBRINHA, XUXU, PEPINO, VAGEM, REPOLHO, COUVE FLOR,
ABACATE, UVAS VERDES, MAÇÃ VERDE

VERMELHAS
BETERRABA, CENOURA, CEBOLA, PIMENTÃO, RABANETE, TOMATE, MAÇÃS, CEREJAS, UVAS, FRAMBOESA, MORANGO, MELÂNCIA

OUTRAS CORES
LARANJA, MELÃO, ABACAXI, PESSEGO, MAMÃO, MARACUJÁ, CAJU


Modernos usos desses vegetais, os chamados “SUCOS LAVA-RÁPIDO”

Desintoxicante
1/2 fatia fina de abacaxi
1/4 de maçã vermelha grande
1 pedaço pequeno de gengibre
1/2 copo de suco de limão
1 colher de sopa de hortelã
4 cubos de gelo
Bata todos os ingredientes no liquidificador

Diurético
1/4 de prato de sobremesa de couve-manteiga crua
1 fatia grossa de melão
1 copo médio de água de côco
1 colher de sopa de hortelã
1 colher (chá) de suco de limão
1 sachê de adoçante em pó (sucralose)
3 cubos de gelo
Bata tudo no liquidificador até ficar homogêneo. Beba na hora.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

A doce alegria de ser criança



Venho por meio desta, apresentar oficialmente meu pedido de demissão da categoria dos adultos. Resolvi que quero voltar a ter as responsabilidades e as ideias de uma criança de oito anos no máximo.

Quero ter a certeza de que Deus está no céu, e de que por isso, tudo está direitinho nesse mundo. Quero acreditar que tudo é possível.

Quero acreditar que o mundo é justo e que todas as pessoas são honestas e boas.

Quero que as complexidades da vida passem despercebidas por mim e quero ficar encantada com as pequenas maravilhas deste mundo.

Quero de volta uma vida simples e sem complicações.

Cansei dos dias cheios de computadores que falham, montanha de papeladas, notícias deprimentes, contas a pagar, fofocas, doenças e necessidade de atribuírem valor monetário a tudo o que existe.

Não quero mais ter que inventar jeitos para fazer o dinheiro chegar até o dia do próximo pagamento.

Não quero mais ser obrigada a dizer adeus a pessoas queridas e, com elas, a uma parte da minha vida.

Quero viajar ao redor do mundo no barquinho de papel que vou navegar numa poça deixada pela chuva.

Quero jogar pedrinhas na água e ter tempo para olhar as ondas que elas formam.

Quero achar que as moedas de chocolate são melhores do que as de verdade, porque podemos comê-las e ficar com a cara toda lambuzada.

Quero ficar feliz quando amadurecer o primeiro caju, a primeira manga ou quando a jabuticabeira ficar pretinha de frutas.

Quero poder passar as tardes de verão à sombra de uma árvore, construindo castelos no ar e dividindo-os com meus amigos.

Quero voltar a achar que chicletes e picolés são as melhores coisas da vida.

Quero que as maiores competições em que eu tenha de entrar sejam um jogo de bola de gude ou uma pelada.

Quero voltar ao tempo em que tudo o que eu sabia era o nome das cores, a tabuada, as cantigas de roda, a "Batatinha quando nasce..." e a "Ave Maria" e que isso não me incomodava nadinha, porque eu não tinha a menor ideia de quantas coisas eu ainda não sabia.

Quero voltar ao tempo em que se é feliz, simplesmente porque se vive na bendita ignorância da existência de coisas que podem nos preocupar ou aborrecer.

Quero acreditar no poder dos sorrisos, dos abraços, dos agrados, das palavras gentis, da verdade, da justiça, da paz, dos sonhos, da imaginação, dos castelos no ar e na areia.

Quero estar convencida de que tudo isso... vale muito mais do que o dinheiro!
A partir de hoje, isso é com vocês, porque eu estou me demitindo da vida de adulto. Agora, se você quiser discutir a questão, vai ter de me pegar...

Demita-se você também dessa sua vida chata de adulto!

NÃO TENHA MEDO DE SER FELIZ!!!

Autora:
Maria Clara Isoldi Whyte