segunda-feira, 17 de junho de 2013

Dentro de Nós

A felicidade não é fruto nem da riqueza, nem do sucesso e muito menos dos bens materiais. Não é difícil encontrar um rico, sofredor e infeliz em seu palácio com toda mordomia e riqueza e encontrar um pobre miserável, alegre e feliz, em sua humilde moradia! A felicidade está dentro de nós!


Se observarmos atentamente, podemos concluir que tudo é resultado do estilo de vida, que cada um adota. Esse assunto vem sendo minuciosamente pesquisado, por estudiosos de diversas áreas, com resultados surpreendentes.
Potencialmente, todos possuímos, em nosso interior, a essência da alegria, do amor, da autoestima, da bondade, da felicidade etc. Essências essas que precisam e devem ser desenvolvidas e aperfeiçoadas, desde a infância.
Muitos crescem, conseguem facilmente desenvolver sua minúscula sementinha interior, adquirem bons hábitos, uma visão positiva da vida e se fazem naturalmente felizes. Outros não, desde cedo, demonstram um temperamento mais sofrido, amargura e pouca alegria. Precisariam ser ajudados e acompanhados por pessoas capacitadas ou até por profissionais da área.
Porque isso acontece? No futuro, estudos mais aprofundados e específicos poderão responder.
Já sabemos, entretanto, que mesmo depois de adulta, qualquer pessoa poderá transformar uma existência triste e infeliz em outra mais satisfatória. Sabemos, também, que é possível reverter o processo conscientemente, procurando ajuda profissional. Mesmo sozinhos adotando-se alguns hábitos, que embora simples, são comuns em pessoas realizadas.
Para isso precisam conectar-se consigo mesmo. Em silêncio buscar em seu interior o que lhe falta e o que acontece e porque acontece. Há exercícios que facilitam esse acesso através da meditação, arte de nos auscultar e nos compreender.
Alguns hábitos que podem ajudar:

Cultivar pensamentos positivos;
Ver os problemas como um desafio a ser enfrentado;
Não reclamar;
Não procurar culpados;
Não guardar mágoas;
Fazer exercícios;
Conquistar amigos;
Não se comparar a ninguém;
Tratar todos igualmente;
Viver o presente;
Viver com o que ganha;

Tudo está dentro de nós!
É o que precisamos aceitar e partir para a nossa própria descoberta!

Um comentário:

  1. Bom dia, Chermont! eu já tinha lido no FB...muito bom seu texto e matéria. Bjks

    ResponderExcluir