segunda-feira, 15 de julho de 2013

Criança Mimada

Querer fazer somente o que gosta, é coisa de criança mimada.
Querer ouvir somente o que é bom, é coisa de criança mimada.
Querer somente receber aplausos, é coisa de criança mimada.


Uma criança mimada não sabe esperar; quer tudo para si; não aceita o outro. Só quer se divertir e receber. Não tem noção de valor, troca o duradouro por um prazer momentâneo. Quando ouve um não, fica bicuda e manhosa. Quem nunca assistiu uma criança mimada fazendo manha, batendo o pé e gritando não quero...não queroooo... ?
Na vida, entretanto não poderemos agir assim, não teremos só o que gostamos. Precisamos aprender a aceitar o sim e aceitar o não. Aprender a fazer bem feito o que gostamos e o que não gostamos. Pelo menos, precisamos estar preparados para isso. Fato que só conseguiremos, deixando de ser crianças mimadas: CRESCENDO por fora e por dentro.
Devemos aprender que são as dificuldades que nos ajudam a crescer e amadurecer.
Que das lutas internas nascem a evolução humana e o sucesso.
Que as crises e os erros são fontes de progresso.
Que só a disciplina confere ao espírito a liberdade de ser ele mesmo.
A capacidade de superação dos problemas vem do poder da disciplina, da força de vontade, da autoestima e do autocontrole. Começar com pequenos hábitos e, pouco a pouco, assumir o comando da própria vida, até chegar ao indispensável autocontrole que só o amadurecimento pode conferir.
O mundo precisa de líderes e não de crianças mimadas com barba e bigode. Precisa de exemplos sadios e não de falsos líderes que dependem de bajuladores pra anima-los a fazer o óbvio. O mundo precisa de adultos capazes de cumprir com seus compromissos e aceitar seus deveres. Precisa de gente que quer quebrar paradigmas, que tem a coragem de fazer a diferença, destacando-se e tornando-se uma referência. Isso só se consegue deixando de ser criança mimada.
Tratemos nossas crianças com muito carinho! Enquanto crianças, só o amor poderá fazê-las compreender e aceitar a importância de AMADURECER. As limitações das regras sociais não aceitas fazem adultos revoltados e infelizes, incapazes de assumir suas responsabilidades, de vencer e de ser feliz!

Um comentário:

  1. Precisamos cuidar dessa criança!!! Ótima matéria, Chermont. Bjks!!!

    ResponderExcluir