segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Planeta Terra


CARACTERÍSTICAS
Nosso Planeta também poderia ser chamado de PLANETA ÁGUA devido a grande quantidade do líquido existente: 3/4 de água para apenas 1/4 de terra propriamente dita.
Entretanto, 97,5% é água salgada. É a água dos mares e dos oceanos. Para as necessidades humanas, existem somente três por cento de água doce, dos quais meros 0,3% se encontram na superfície terrestre. Cerca de 2/3 da água doce existente estão congeladas em geleiras ou são subterrâneas. Só o Brasil detém 8% da água potável do mundo, concentrada principalmente na região amazônica.
Quanto às florestas, com todos os benefício que representam, já ocuparam grande parte da superfície terrestre. Hoje em dia, estão praticamente destruídas, reduzidas a 30%. O desmatamento tem sido responsável por consequências desastrosas tanto para a atmosfera, como para a temperatura e ao regime das chuvas e das águas.

POPULAÇÃO
Vivemos no Planeta TERRA, nós e outras 7 bilhões de pessoas, assim distribuídas pelos cinco continentes:
ÁSIA
61% - 4 bilhões, praticamente a metade da população mundial;
ÁFRICA
13,7% - cerca de 900 milhões em 2011
EUROPA
10,8% - cerca de 739 milhões
AMÉRICA
13,6%, - cerca de 953 milhões em 2012
OCEANIA
0,9% cerca de 37 milhões

DIVISÃO CONFORME O NÍVEL DE RENDA
RICOS - 5%
CLASSE MÉDIA - 29%
POBRES - 66% incluídos os pobres e os abaixo da linha da pobreza
Observação: ressaltar que esta divisão existe em todos os continentes, em maior ou menor quantidade.

CONCLUSÃO
Analisando os dados acima, não é preciso muito esforço, para constatarmos a enorme desigualdade existente entre a população mundial: não só em quantidade como na qualidade de vida. Embora timidamente, estamos tomando consciência dessa realidade e da injustiça social que representa para o planeta em geral. Surgem preocupações com a maneira como vem sendo obtido o progresso mundial. Modernizar para uns, tem sido sinônimo de destruição, de poluição e de devastação para outros. Produção e consumo têm sido apontados como os grandes vilões, embora indispensáveis.
Oficialmente essa preocupação começou com um evento inédito em Nova York, em 08 de setembro do ano 2000. A Cúpula das Nações Unidas, na presença de representantes de 158 países e de mais 8 mil delegados, deu início a um movimento chamado DECLARAÇÃO DO MILÊNIO, objetivando justamente encontrar soluções que permitam o progresso de maneira generalizada, sem oferecer danos ao planeta.
Tal declaração preocupa-se especialmente com 8 questões fundamentais que merecem nossa atenção. Dentre elas, quero ressaltar 3 que considero prioritárias e às quais precisamos nos engajar emocional e praticamente:
ACABAR COM A FOME E A MISÉRIA
CONSEGUIR ÁGUA PARA TODOS
RESPEITO AO MEIO AMBIENTE

Medidas já vêm sendo tomadas em diversos países, inclusive no Brasil. Todos precisamos nos interessar e colaborar, cada um do nosso modo e segundo nossa capacidade.

2 comentários:

  1. No aspecto estamos vivendo o caos, acredito. Conscientizar o mundo do que é necessário é um trabalho árduo, diante do descontrole geral na utilização da água e da energia, dentre outros fatores. Gostei da sua matéria, Chermont. Vamos em frente...bjks

    ResponderExcluir