segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Limpe seus rins... é simples

Os rins são dois órgãos localizados na parte posterior do abdômen. Funcionam como filtros ultrassensíveis responsáveis pela limpeza do sangue, de todas as impurezas do corpo. Para o perfeito funcionamento do organismo, a saúde dos rins é essencial. Eles são responsáveis pela filtragem de uma média de 180 litros de sangue, diariamente, isto é, ajudam a eliminar todas as impurezas prejudiciais à saúde.

Os anos passam e os rins limpam ininterruptamente o sangue, removendo o excesso de sal e toda e qualquer toxina indesejada. Entretanto, com o passar dos anos, o sal costuma se acumular e precisamos nos submeter a tratamento de limpeza, através de remédios.
Uma opção simples, que pode ajudar bastante na limpeza dos rins é a nossa conhecida salsinha, que não é somente um tempero da cozinha. Ela é diurética, relaxante digestiva, evita a usual retenção de líquidos e contribui para a melhora das infecções urinárias.
A salsinha, também, é rica em vitamina A, B1, B2, C e D, além de desintoxicar o organismo, controlar a pressão arterial e colaborar para o bom funcionamento cardiovascular.
O uso da salsinha na forma de um suco caseiro é um remédio natural simples e eficiente para limpeza renal.  Pode ser misturado a outros sucos, até três vezes ao dia.
RECEITA
Lave e pique bem um maço de salsinhas.
Ponha em uma panela com água limpa.
Leve ao fogo e ferva por 10 minutos.
Deixe esfriar, coe, ponha em uma jarra e leve à geladeira.
Tome um copo pela manha, em jejum, por 10 dias.
Durante o dia, tomar longe das refeições.
Adotando essa receita você vai colaborar com a saúde dos seus rins e com a sua saúde em geral.
Divulgue, e estará contribuindo para que muitas outras pessoas mantenham seu organismo desintoxicado, sem pressão arterial e retenção de líquidos.

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Ninguém pode ser feliz sozinho...

Dar, doar e ajudar...

Ninguém pode ser feliz pensando só em si e nos seus, sendo egoísta, sovina, fechado... Ninguém pode ser feliz não se doando indistintamente... Ninguém pode ser feliz não amando e não ajudando a todos igualmente, sem preconceitos e discriminações...
A vida nos traz de volta tudo o que temos de bom e generosamente compartilhamos. A vida nos traz de volta tudo o que oferecemos desinteressadamente. Tudo vem de volta no mesmo ritmo, no mesmo tom, na mesma intensidade... Quem abraça forte, recebe de volta um forte abraço.
Ninguém pode ser feliz sendo pequeno, mesquinho, dando pouco ou nada, não se importando com um irmão, com um amigo ou com um necessitado, mesmo que estranho. A vida é triste, escura e solitária para quem não é humanitário e generoso.
Ninguém vive sem luz no coração. A LUZ vem do amor, da doação, dos pequenos gestos de solidariedade gratuita e verdadeira que repartimos. Quanto mais a gente ama e ajuda, mais a aura se ilumina e o espírito se enriquece.
A verdadeira riqueza não é a material, mas o BEM INTERIOR que dividimos com as outras pessoas que nos cercam e que recebemos de volta... Quanto mais ajudamos, mais recebemos...
Só assim, tocamos o coração de muitos, somos amados, queridos e felizes. E isso, não tem preço. É pessoal e intransferível.
Os benefícios não ficam só com os diretamente envolvidos. Eles alcançam todos os seres vivos do planeta.
Os benefícios contribuem para a PAZ MUNDIAL e a NÃO VIOLÊNCIA.
Inspirado em Carolina Salcides

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Mais Médicos

O Programa Mais Médicos não resolverá todo os nossos problemas de saúde, mas ajudará muito. Pretende garantir o atendimento a muitos pacientes completamente desamparados. É o primeiro passo de um longo caminho de melhoria da saúde pública no Brasil.
Faz parte de um amplo pacto de melhoria, que prevê também investimentos em infraestrutura para as unidades médicas nas periferias. Espera garantir mais médicos para o Brasil e mais saúde para todos os brasileiros.
O Ministério da Saúde prevê que, até o fim do ano, o programa poderá contar com cerca de 4000 médicos a mais. Eles terão registro provisório, válido por três anos, para atuar apenas nos municípios designados.
As vagas, são oferecidas prioritariamente a médicos brasileiros, interessados em atuar nas regiões onde faltam profissionais. No caso do seu não preenchimento, o Programa aceita candidatos de médicos estrangeiros, com a intenção de resolver o quanto antes esse problema em nosso país. Os municípios não podem esperar seis, sete ou oito anos para receber médicos e atender a população.
Hoje, o Brasil possui 1,8 médicos por mil habitantes. Esse índice é muito menor do que o de outros países: Argentina (3,2), Uruguai (3,7), Portugal (3,9) e Espanha (4,0). Além da carência de profissionais, o Brasil sofre com uma distribuição desigual de médicos pelas diversas regiões. A maioria possui número de médicos abaixo da média nacional.

Como não se faz saúde apenas com profissionais qualificados, o Ministério está investindo R$ 15 bilhões até 2014 em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde. Desses, R$ 2,8 bilhões foram destinados a obras em 16 mil Unidades Básicas de Saúde e para a compra de equipamentos para 5 mil unidades; R$ 3,2 bilhões para obras em 818 hospitais e aquisição de equipamentos para 2,5 mil hospitais; além de R$ 1,4 bilhão para obras em 877 Unidades de Pronto Atendimento.