sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

WHITE BLOCS

Existem dois tipos de marginais e corruptos prejudicando a evolução e progresso do País. Encontram-se disseminados por todas instituições e classes sociais, públicas e privadas.




Os atuais BLACK BLOCS são vândalos mascarados que se infiltram nas reivindicações populares de rua e cometem violências e destruições. Subvertem o espírito do movimento que se pretende pacífico e depredam bens públicos e privados.
Já os WHITE BLOCS, sempre existiram, não usam máscaras e nenhum outro disfarce. Confundem-se com a população em geral, embora se destaquem pelo uso de terno, gravata e colarinho branco. São especializados em mentir, furtar, roubar, sonegar, enganar, cobrar e receber propinas, superfaturar preços etc. Estão infiltrados no governo e em todas as instituições privadas. Sua ação criminosa ameaça a própria Democracia.
Muito embora os WHITE BLOCS não tenham ideologia política nem religiosa, pertencem sempre a algum partido sem exceção. Desfrutam, através dos tempos, uma impunidade vergonhosa, de tal modo que, só atualmente alguns foram acusados e estão sendo julgados. Felizmente os WHITE BLOCS não são maioria, no Pais.
O Brasil pacífico, trabalhador e honesto odeia ambos. Não é preciso pesquisas para saber o quanto estamos contra quebra-quebras e escândalos bilionários que nos envergonham. Se punimos os BLACK BLOCS radicais, porque não fazer o mesmo com os WHITE BLOCS. Muitos deles gozam de imunidades legais que os tornam intocáveis. Para não perdê-las se eternizam no Poder. Os WHITE BLOCS se tornaram inaceitáveis a partir do inicio da República, onde prevalece a igualdade de Direitos.
No entanto, cumpre recordar, que no tempo da Nobreza, os nobres não eram punidos. Depois tal costume prosseguiu para os RICOS e para a Elite Política e Religiosa. Mas hoje vivemos em uma DEMOCRACIA, ONDE TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI  E TAIS PRIVILÉGIOS NÃO PODEM CONTINUAR.
Muito se tem escrito, através da historia sobre eles. No Brasil, inclusive, Rui Barbosa:
“De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”.

CHEGA DE IMPUNIDADE,
 PRISÃO PARA TODOS QUE NÃO CUMPREM A LEI!

Nenhum comentário:

Postar um comentário