segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Gratidão

Nós, os seres humanos de qualquer cultura, etnia, credo ou profissão, temos algo profundo em comum: o desejo de ser feliz.
Estudos, que neurocientistas apoiam, chegaram á conclusão de que existe para isso uma receita. É uma descoberta simples e poderosa.
O caminho fácil e imediato para a felicidade é a Gratidão.
Parar, olhar ao redor e dar graças aos céus, ao Universo, a Deus pelas coisas boas da vida. Agradecer aos pais, aos professores, aos amigos, às pessoas boas que passaram e até aos estranhos. Dar ao cérebro uma oportunidade de lembrar de tudo o que tem dado certo, devido à participação alheia, às pessoas em geral.
Isso porque a Gratidão é, por definição, um sentimento de felicidade – mas uma felicidade que podemos vivenciar a qualquer momento, quando quisermos.
Cientistas supõem que as chamadas emoções morais dependem da noção de autoria, ou seja, da responsabilidade pessoal pelo acontecimento. Quando algo de bom acontece como resultado de nossos próprios atos, ficamos felizes e orgulhosos.
Mas, quando algo de bom acontece por ação alheia, devemos ficar agradecidos, essa é a autêntica Gratidão. Embora, nos dois casos haja ativação do sistema de recompensa do cérebro, neste, o reconhecimento da ajuda, dará maior sensação de euforia.

Portanto, é só fazer uma pausa, dar graças e instantaneamente seu cérebro responderá com um momento de felicidade.

Referência: Dra. Suzana Herculano-Houzel, neurocientista

Nenhum comentário:

Postar um comentário