segunda-feira, 5 de junho de 2017

Inteligência Artificial


A definição de inteligência artificial está relacionada à capacidade das máquinas de pensarem como seres humanos - de terem o poder de aprender, raciocinar, perceber, deliberar e decidir de forma racional e inteligente.
E não é um conceito novo. Em 1956, John McCarthy, um professor universitário, criou o termo para descrever um mundo em que as máquinas poderiam “resolver os tipos de problemas que hoje são reservados para humanos.”
Atualmente, a inteligência artificial é finalmente possível com a seguinte fórmula:
big data + computação em nuvem + bons modelos de dados = máquinas mais inteligentes.

Como a Inteligência Artificial é aplicada no dia a dia?
A inteligência artificial é a mudança tecnológica mais poderosa da área da ciência da computação. Além de deixar as escolhas mais inteligentes, ela também integra a análise preditiva aos aplicativos que usamos todos os dias. Conectando diversos ambientes da vida como casa, trabalho, lazer, viagens e muito mais em uma única experiência, a IA não vai somente ajudar quando solicitamos, mas sim nos acompanhar, prever as necessidades e lembrar de tarefas importantes. Como consumidor, é provável que você já utilize a inteligência artificial sem nem perceber:
- Aplicações como a Siri utilizam processamento de voz para atuar como assistente pessoal;
- O Facebook utiliza o reconhecimento de imagem para recomendar marcações em fotos;
- A Amazon faz recomendação personalizada de produtos utilizando algoritmos de aprendizado de máquina;
- O Waze prevê as melhores rotas a partir da sua localização com apenas um clique, enquanto carros com piloto automático usam as técnicas de IA para evitar engarrafamentos e colisões;
- O Google consegue preencher automaticamente as buscas utilizando recursos de inteligência artificial e também prever o que você quer pesquisar com grande precisão.

Se dermos crédito às previsões científicas dentro de muito pouco tempo teremos computadores capazes, não apenas de armazenar dados, mas pensar e sentir como o ser humano ou melhor um super ser humano. Super porque com a capacidade ilimitada de armazenar dados e informações poderia em pouquíssimo tempo superar todas as barreiras tecnológicas que levariam décadas para sua superação por pesquisadores em laboratórios, mesmo sofisticados e com muitos recursos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário