segunda-feira, 26 de junho de 2017

Tapete Persa

Os tapetes persas são a prova viva da interação entre História, Arte e Matemática.
Surgiram no Irã em 500 a.C e a principal finalidade dessa peça era a de proteger as pessoas do frio.
A principal matéria prima dos tapetes da época eram a lã e o algodão, raramente a seda, que além de ser menos durável era acessível apenas as pessoas com maior poder aquisitivo, que costumavam ostentar suas peças nas paredes das suas casas ou tendas.
Os arqueólogos quase nunca conseguem descobrir alguma evidência de tapetes em escavações arqueológicas pois esses materiais usados antigamente na tecelagem – seda, algodão e lã – eram de fácil decomposição e o que restou dos tempos antigos como evidência são apenas alguns pedaços desgastados, o que não ajuda muito no reconhecimento das características de tapetes anteriores aos séculos XIII e XIV.
A arte de fazer tapetes sofreu várias mudanças em diferentes períodos da história e com o tempo, a produção de tapetes se tornou mecânica e os matérias sintéticos, mas os trabalhos feitos à mão ainda são muito procurados e extremamente valorizados e costumam ser uma arte passada de geração para geração e são copiados pela Industria. E justamente por se tratar de uma arte é que os tapetes feitos a mão são mais caros. Os tapetes persas são um bom exemplo disso.
O tapete persa é uma parte essencial da arte e cultura persas. Cada parte dele é tradicionalmente feita à mão por famílias inteiras até hoje,  a partir de matérias primas naturais e ao longo de muitos meses. Desde o fio de fibras até as cores é um árduo processo manual e minucioso, por isso são tão valorizados e incrivelmente lindos.
E o mais curioso é  como o luxo, a que se associam os tapetes persas, forma um surpreendente contraste com sua modesta origem entre as tribos nômades da Pérsia.
Hoje, muitos materiais tecnológicos são utilizados na confecção dos tapetes e os materiais tradicionais são reinventados em processos de produção industriais, mas uma coisa não temos a menor dúvida, os tapetes trazem um encanto especial em qualquer ambiente, carregados de história, são até hoje uma das peças mais indispensáveis em qualquer decoração.
O Tapete de Ardabil, ou Tapete de Ardebil é um dos dois famosos tapetes persas que fazem parte atualmente das coleções do Victoria and Albert Museum em Londres. Muito copiado por fábricas do mundo todo.
fonte: Wikipedia

Um comentário:

  1. Maravilha. Compartilhado no 'Só Artesão & Cia.'

    https://www.facebook.com/soartesao/?ref=bookmarks

    ResponderExcluir