sexta-feira, 11 de maio de 2018

Rita Hayworth

Rita Hayworth (1918-1987), atriz norte-americana, brilhou no cinema com o filme "Gilda". Dançou nos musicais da Columbia ao lado de Fred Astaire.
Rita Rayworth (1918-1987) nasceu no Brooklyn, Nova Iorque, Estados Unidos. Filha de dançarinos ciganos espanhóis, estudou dança e aos 10 anos já estréia nos palcos, em espetáculos musicais. Inicia sua carreira no cinema em 1935, com o nome de Rita Cansino, no filme "O Inferno de Dante". Em 1937, casa-se com Edward Judsom, seu empresário, bem mais velho que ela. Passa a usar o nome Rita Hayworth, sobrenome de sua mãe. Em 1939, brilha com o filme "O Paraíso Infernal", sucesso de bilheteria, contracenando com Cary Grant e Jean Arthur.
Rita Rayworth dançando
no filme "Gilda"
Rita Rayworth brilhou nos musicais da Columbia. Em 1941, "Ao Compasso do Amor" e em 1942, em "Como Nunca", ambos com Fred Astaire. Em 1942 , Rita separa-se de Edward e em 1943, casa-se com Orson Welles. Em 1945, interpreta "Gilda", o filme que marcou sua carreira, onde contracenou com Glenn Ford e se destacou por sua beleza e por seus dotes para a dança. Em 1947, sob a direção de Orson Welles interpreta "A Dama de Shangai". Em 1948, já estava separada. Foram ao todo cinco casamentos que terminaram em divorcio.
Entre os inúmeros filmes destacam-se "Os Amores de Carmem", em 1948, "Salomé", em 1953 e "Lábios de Fogo", em 1957.
Ainda nesse ano grava o seu último sucesso onde contracenou com Frank Sinatra e Kim Novak, no filme "Meus Dois Carinhos". Em 1960, começou a sofrer do mal de Alzheimer, que só foi diagnosticado em 1980. Margarita Carmen Cansino morreu em Nova Iorque, em consequência do Mal de Alzheimer, no dia 14 de maio de 1987.

Nenhum comentário:

Postar um comentário