segunda-feira, 30 de julho de 2018

Greta Garbo


Uma das mulheres mais marcantes do cinema nasceu em Estocolmo, Suécia, em 18 de setembro de 1905, com o nome de Greta Lovisa Gustafsson. Por nada no mundo se poderia imaginar que Greta se tornaria a musa de Hollywood nas décadas de 20 e 30.
Ela pertencia a uma família humilde e, quando tinha apenas quatorze anos, seu pai faleceu, obrigando-a a trabalhar em uma barbearia. Porém, quando foi trabalhar como vendedora sua beleza foi notada, tendo sido convidada para ser modelo fotográfico.
Em pouco tempo sua vida iria se modificar de forma inimaginável. Em 1921 aparecia como figurante em En Lyckoriddare. Atuaria em seguida em dois filmes publicitários e, em 26 de dezembro de 1922, estreava em Estocolmo no filme Pedro, O Vagabundo, dirigido por Erik A. Petschler, no qual tinha uma participação razoável.
Foi descoberta para o mundo por Mauritz Stiller, um diretor finlandês radicado na Suécia, que a dirigiu em A Saga de Gosta Berling. Stiller também mudou o nome da jovem atriz de Gustafsson para Garbo. Quando Louis B. Mayer, o big boss da produtora cinematográfica MGM (Metro-Goldwyn-Mayer ), viajava pela Europa, viu o filme, contratou o diretor e, por exigência dele, também a sua jovem atriz.
Em 1926 Garbo estreava nos Estados Unidos em Os Proscritos. Mas em 1927, contracenado com John Gilbert, seu futuro affair, em A Carne e o Diabo sua carreira decolou de vez. 
Seu salário subiu de seiscentos para cinco mil dólares por semana. Faria ainda no mesmo ano uma versão muda de Anna Karenina (Love) e em 1929 teve sua última participação no cinema mudo, em O Beijo.
Com o advento do cinema sonoro várias carreiras foram destruídas e muitos acreditavam que Garbo não teria na voz uma força interpretativa. Entretanto Anna Christie não foi só seu primeiro filme falado, mas também sua primeira indicação ao Oscar de melhor atriz. Na verdade ela foi indicada no mesmo ano (1929-1930) também por Romance.
Em 1935 filmaria em versão sonora Anna Karenina e, em 1937, seria indicada mais uma vez ao Oscar de atriz em A Dama das Camélias. Em 1939 com Ninotchka, uma comédia romântica, conseguiu sua quarta e última indicação ao Oscar. 
Em 1941, aos 36 anos, Greta Garbo faz Two-Faced Woman, uma comédia romântica típica de Hollywood dirigida por George Cukor.

Após esse filme ela se retirou e nunca mais retornou, nem mesmo para receber o Oscar especial que a Academia lhe concedeu em 1955. Viveu reclusa até 15 de março de 1990, quando morreu em Nova York.
Uma frase de Churchill seria perfeita para Garbo: "Uma adivinhação embrulhada em mistério dentro de um enigma".
Ficou em 38º lugar na lista das 100 maiores estrelas do cinema de todos os tempos, realizada pela revista britânica Empire.
Garbo possui uma estrela na Calçada da Fama, localizada em 6901 Hollywood Boulevard.

Nenhum comentário:

Postar um comentário