segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Nozes e seus benefícios


A noz, fruto da nogueira, é muito conhecida por sua casca dura e resistente. Normalmente, esse alimento é utilizado na preparação de bolos, pães, molhos e até risotos. As nozes são do grupo das oleaginosas, como as castanhas e avelãs.

As nozes possuem um alto valor nutritivo e, apesar de ser muito calórica, 100 gramas apresenta aproximadamente  610 calorias, pode ser muito benéfica à saúde, já que em suas propriedades são encontradas gorduras saudáveis, proteínas, diversas vitaminas e minerais.

Diminui o colesterol
As nozes contribuem para diminuir o colesterol alto, principalmente pela presença de fibras solúveis e ômega 3 em sua composição. O LDL, mais conhecido como colesterol ruim, por contribuir com a formação de placas de gordura nas artérias, é um grande vilão e fator de risco para doenças cardíacas. Sendo assim, as nozes acabam, por consequência, prevenindo doenças cardiovasculares.

Fortalece os ossos
Acredita-se que a noz seja uma importante aliada para os ossos. Isso não só por conta do cálcio presente em sua composição, que ajuda no fortalecimento ósseo e até mesmo a prevenir doenças que comprometem a densidade óssea, como a osteoporose, mas também por conta do fósforo, que atua no desenvolvimento e manutenção dos ossos.

Melhora o sono
É fato que, os alimentos podem interferir na qualidade do sono e a noz é considerada um dos alimentos que o favorecem, além de combater, consequentemente, a insônia.

Isso porque as nozes são ricas em triptofano, um aminoácido essencial para a nutrição e que contribui para uma boa noite de sono.

Ajuda no combate o estresse
Alguns alimentos podem favorecer o preparo do nosso corpo para lidar com o estresse e a noz é um deles. Sabemos que, mais cedo ou mais tarde, o estresse acaba aparecendo no nosso dia a dia. O motivo da noz ser benéfica nesse caso, é que, o ômega 3, ajuda a amenizar as respostas cardiovasculares ao estresse.

Auxilia na perda de peso
Acredita-se que a noz, seja um dos alimentos que são aliados da perda de peso, justamente por colaborar com ativação do metabolismo da queima de gorduras, por conta dos ácidos graxos presentes em sua composição.

Outro fator importante, é que ajuda a evitar o acúmulo da gordura abdominal. Lembre-se que o consumo deve ser moderado, já que se trata de um alimento calórico, mesmo assim, quando introduzido na dieta, ele pode ser muito benéfico!

Ajuda a melhorar a saúde intestinal
As nozes ajudam a equilibrar o fluxo intestinal. Além disso, ela colabora para aliviar as desconfortáveis constipações e, também, para reparar a mucosa intestinal.

Combate o cansaço
A noz é apontada como um alimento que dá energia e ajuda a diminuir o cansaço. Lembrando que, sentir-se cansado, não é o mesmo que estar com sono. E a noz ajuda no caso de alguns sintomas da fadiga, por conta dos ácidos graxos ômega 3, que contribuem para amenizá-los.

Contribui no controle e prevenção da diabetes
Por conta de sua colaboração com o  controle do nível glicêmico e a presença do ômega 3 e o ômega 6, as nozes ajudam a prevenir o diabetes, principalmente o tipo 2. Além de poder ser incluso na alimentação dos diabéticos.

Ajuda a ganhar massa muscular
Comumente, a noz é relacionada  com o ganho da massa muscular, por conta das boas gorduras que possui e por tantos outros nutrientes, como sais minerais, proteínas e vitaminas.

Além disso, acredita-se que o consumo desse alimento, quando aliado a um cardápio adequado para quem faz exercícios físicos, contribui para a recuperação dos músculos. Lembrando que os benefícios dificilmente podem ser atribuídos a somente um alimento, pois o ideal é construir um cardápio que reúna os melhores benefícios para seu tipo de necessidade.

Contribui com a longevidade
Uma pesquisa publicada pela revista The New England Journal of Medicine, ressaltou a importância do consumo de nozes e outros alimentos oleaginosas para a longevidade. Um dos pontos que justificam essa questão é o desempenho que as nozes têm na prevenção de doenças cardíacas, respiratórias e até mesmo do câncer de cólon, mama e de próstata.

No entanto, outros fatores, como o controle do peso, atividades físicas e não fumar, também colaboram para a eficiência desse quadro, pois, como dito anteriormente, atribuir os efeitos positivos somente a um alimento não é o mais indicado e, sim, contar com uma dieta balanceada e saudável para potencializar os benefícios.

fonte: dicavida.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário