sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

O magnata Onassis



Aristóteles Onassis (1906 - 1975), apesar de ser membro de uma família grega, nasceu na Turquia, onde fez sua fortuna no setor da marinha mercante e foi o empresário mais famoso do seu ramo no século XX.
Diferente de grande parte dos milionários, Aristóteles começou como um simples telefonista em Buenos Aires, na Argentina, para onde foi com apenas 21 anos e nas horas vagas, estudava o mercado financeiro por sí próprio.
Mesmo com o seu pouco conhecimento, conseguiu obter lucros, comprou roupas sofisticadas e começou então a fequentar a alta sociedade de Buenos Aires.
Aos poucos, os ganhos de Onassis se tornaram mais significativos e, com a ajuda de seu pai, que permanecera na Grécia, se aventurou na importação de tabaco turco. A ideia surgiu após Onassis ouvir uma conversa telefônica entre um distribuidor de filmes argentino e um executivo do estúdio Paramount Pictures, onde comentavam uma declaração do ator Rodolfo Valentino sobre as coisas do Oriente estarem em evidência naquele momento.
Onassis também considerou que o tabaco turco faria sucesso entre as mulheres, por ser mais suave que o cubano. Enganado por um empresário argentino, perdeu tudo o que possuía. Seu contato com a terra natal aumentou, e ele decidiu manter-se na exportação de tabaco. Para ampliar sua capacidade de transporte de tabaco, obteve empréstimos e comprou dois navios no Canadá.
Após um problema burocrático no porto de Roterdã, Onassis trocou a bandeira de seus barcos, agora com registro do Panamá. Com isso, trâmites como número de tripulantes, impostos e tipo de carga passaram a ser resolvidos com mais rapidez, barateando seus processos.
Sempre humilde, persistente e criativo, conseguia empréstimos bancários com constância, aumentando o tamanho de sua frota.
Athina Livanos e Onassis
Em 1946, casou-se com Athina Livanos, filha de Stavros Livanos, outro empresário grego do setor de marinha mercante. Mudou-se para os Estados Unidos, onde ganhou espaço no mercado de petroleiros e baleeiros.
Em 1956, vendeu sua frota baleeira para japoneses e, com o lucro, comprou navios petroleiros e fundou a companhia aérea Olympic Airways, tornando-se o homem mais rico do mundo. Após diversas negociações com o governo grego, a empresa obteve privilégios para se tornar a linha aérea nacional da Grécia.
Maria Callas e Onassis
Em 1959, Onassis iniciou um longo romance com a soprano americana Maria Callas. No ano seguinte, se divorciou de Athina. A artista chegou a encerrar sua carreira temporariamente para acompanhar o empresário, até que o grego anunciou seu casamento com Jacqueline Kennedy, viúva do ex-presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy, em 1968. Deprimida, Callas praticamente encerrou sua carreira naquele tempo.
Na década de 1970, o jornal britânico The Times considerou a fortuna do bilionário grego "incomensurável" e Onássis tornou-se o homem mais rico do mundo. Até hoje, foi o que mais tempo permaneceu nessa posição.
Jackeline e Onassis
A Olympic Airways sobrevivia com dificuldades, mas a família Onassis quis mantê-la, dividindo-a em duas empresas. Com a morte de seu filho Alexander Onassis num acidente aéreo em 1974, Aristóteles ficou extremamente abalado e decidiu vender a Olympic Airways para o governo grego que fez dessa companhia um sucesso. A fortuna de Onassis passou a ser considerada colossal.
Os negócios com os petroleiros estavam bem, mas a saúde do milionário deteriorava. Onassis morreu em 15 de março de 1975 em Neuilly-sur-Seine, França, devido a complicações após uma cirurgia para tratar uma pneumonia.
Sua fortuna ficou com Christina Onassis, sua única filha. Ela morreu em Buenos Aires em 1988, e a neta Athina Roussel acabou herdando a fortuna estimada em US$ 200 milhões. Entretanto, a herança foi administrada por um grupo de fiduciários escolhidos por Christina até o aniversário de dezoito anos de Athina. A 3 de dezembro de 2005, ela casou-se com o cavaleiro brasileiro Álvaro Affonso de Miranda Neto.
fonte: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário